Ilustrações são histórias do cotidiano que nos trazem alguma lição de vida. Mais lindo ainda é quando essas lições são pautadas nos ensinamentos de Cristo para nós, a sua igreja. Todos os dias, traremos uma nova ilustração, afim de te inspirar, para que o seu dia possa ser alegre, e suas decisões, mais sensatas.

A ilustração de hoje fala sobre casamento, amor, união. Confira!

Ilustração do Dia | Quero Matar Minha Esposa!

Um casal que já estava casado há cerca de dez anos estava em pé de guerra. As brigas eram frequentes, não havia mais tanto diálogo entre eles e nenhuma atitude de carinho podia ser vista já há muito tempo. Todos já davam como certo que a separação era questão de tempo.

O marido, após ter brigado novamente com a esposa, foi até à casa do pai para desabafar sobre toda essa situação que estava vivendo:

– Pai, não aguento mais essa mulher, tenho ódio dela. Se eu pudesse eu mataria ela, não suporto nem mais olhar para a cara dela.

O pai, percebendo exatamente o que se passava, faz uma proposta inusitada ao filho:

– Filho, eu posso te ajudar a matar essa mulher insuportável. E o melhor: ninguém vai descobrir!

– Tem certeza, pai. Como seria isso?

O pai, então, passa a dar a ele detalhes da parte do plano que caberia a ele:

– Você deve fazer tudo da forma que eu te falar, filho, senão não vai funcionar!

– Claro, pai, me passe os detalhes. Quero acabar com aquela insuportável!

– Primeiro, você terá que fazer as pazes com ela. Sei que isso será difícil para você, mas isso é para que ninguém desconfie quando ela morrer. Você não quer ir para a cadeia, quer?

– O que mais, pai, isso é fácil!

– Além de fazer as pazes, você precisar começar a tratá-la com gentileza, cuidar dela com carinho, ser paciente, escutá-la quando ela desejar conversar, levá-la para passear, ser romântico com ela…

– Nossa, pai, será que vou conseguir?

– Claro que vai, filho, é por uma boa causa. Em 30 dias ela estará morta e você em paz. Você só precisa pegar esse pozinho aqui e colocar uma pitada por dia na comida dela, sem ela perceber. Ela vai ficar doente aos poucos e vai morrer. E o melhor: ninguém vai perceber que você quem a matou! Você vai ficar livre desse fardo.

– Combinado, pai, me dá o pozinho aqui, vou começar hoje mesmo!

Passados os 30 dias para que o pozinho fizesse o efeito, o filho aparece aos prantos na casa do pai, em desespero. O pai abre a porta rapidamente.

– O que foi, filho, o que aconteceu?

– Pai, eu não quero que ela morra, mas dei o pozinho para ela vários dias, estava com muita raiva. Teve dias que coloquei até o dobro do que você mandou. Mas não quero mais que ela morra!

– Mas por que não quer que ela morra, filho? Esse não era o seu desejo?

– Depois que fiz tudo que você mandou algo mudou, pai. Eu passei a amá-la, a respeitá-la mais. Ela também passou a me tratar com muito carinho; e hoje, só de pensar que ela vai morrer me vem um grande desespero no coração. O que vou fazer, pai, me ajude, por favor!

– Calma, filho, ela não vai morrer.

– Como assim, pai, eu dei aquele pozinho vários dias para ela, ela vai morrer…

– Filho, aquele pozinho que lhe dei não passava de farinha, não fará nenhum mal a ela. Na realidade, desde o início eu queria que você aprendesse que o veneno não estava nesse pozinho que você pensou que iria matá-la, o veneno estava em você que foi matando a sua relação pouco a pouco, dia a dia, quando deixava de fazer coisas importantes para que seu casamento fosse saudável e feliz!

Veja Também!  Ilustração do Dia | Vasos Quebrados

Gostou da ilustração do dia? Deixe seu comentário!

 
Siga o Somos de Cristo também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here