A Harpa Cristã é o hinário oficial das Assembleias de Deus no Brasil, lançada em 1922. Com 640 hinos, ela foi especialmente organizada com o objetivo de enlevar o cântico congregacional e proporcionar o louvor a Deus em diversas liturgias da igreja: culto público, santa ceia, batismo, casamento, apresentação de criança e etc. Atualmente, é comum que muitas igrejas utilizem os canticos da harpa cristã em seus cultos e reuniões. Listamos os 20 hinos mais tocados da harpa, confira!

20. Plena Paz (Número 3)

Plena paz e santo gozo
Tenho em ti, ó meu Jesus!
Pois eu cri em Tua morte sobre a cruz
No Senhor só confiando
Neste mundo viverei
Entoando aleluias ao meu Rei!

Oh! Glória ao meu Jesus!
Pois é digno de louvor
É meu Rei, meu bom Pastor
E meu Senhor
Como os anjos, que O louvam
Eu também O louvarei
Entoando aleluias ao meu Rei!

O amor de Jesus Cristo
É mui grande para mim
Pois Sua graça me encheu de amor sem fim
Meu Jesus foi para a glória
Mas um dia eu O verei
Entoando aleluias ao meu Rei!

Este mundo não deseja
Tão bondoso Salvador
Não sabendo agradecer Seu grande amor
Eu, porém, estou gozando
Do favor da Sua lei
Entoando aleluias ao meu Rei!

Quando o povo israelita
Com Jesus se concertar
Dando glória ao Seu nome, sem cessar
Nesse tempo, céu e terra
Hão de ser a mesma grei
Entoando aleluias ao meu Rei!

19. Consagrado Ao Senhor (Número 432)

Minha vida seja sim,
Consagrada a Ti, Senhor;
Possas sempre Tu por mim,
Operar o Teu amor.

A minh’alma lava Salvador
No Teu sangue puro, carmezim;
Minha vida toma para ser, Senhor,
Tua para sempre, sim.

Que meus pés somente vão
Onde os santos possam ir;
Numa eternal canção,
Minha voz se faça ouvir.

Seja o meu tempo já,
Consagrado em Teu labor;
Que meus lábios, Jeová,
Falem só do Teu amor.

Toma, ó Deus, o meu querer,
Faze-o Teu, ó Salvador,
Hoje habita no meu ser;
Enche-me do Teu fervor.

Ó recebe-me, Senhor,
Quando venho me prostrar
A Teus pés, ó Salvador,
Hoje vem me consagrar.

18. Conversão (Número 15)

Hó quão cego eu andei e perdido vaguei
Longe, longe do meu Salvador
Mas do céu ele desceu
E Seu sangue verteu
Pra salvar um tão pobre pecador

Foi na cruz, foi na cruz onde um dia eu vi
Meus pecados castigados em Jesus
Foi ali, pela fé, que meus olhos abri
E agora me alegro em Sua luz

Eu ouvia falar dessa graça sem par
Que do céu trouxe o nosso Jesus
Mas eu surdo me fiz, converter-me não quis
Ao Senhor que por mim morreu na cruz

Mas um dia senti, meu pecado e vi
Sobre mim a espada da lei
Apressado fugi, em Jesus me escondi
E abrigo seguro nele achei

Quão ditoso, então, esse meu coração
Conhecendo o excelso amor
Que levou meu Jesus a sofrer lá na cruz
Pra salvar um tão pobre pecador

17. O Rei Está Voltando (Número 547)

Os fiéis são trasladados; seu trabalho aqui findou
A carreira desses santos, nesta vida já cessou
Do Senhor os bons ceifeiros, terminaram seu labor
A colheita completou-se: É a vinda do Senhor!

O Rei está voltando! O Rei está voltando!
A trombeta está soando, para os santos trasladar
Sim, o Rei está voltando! O Rei está voltando!
Aleluia! Ele vem nos buscar!

Desta Terra estão subindo os remidos para o céu
Ao encontro do Deus Filho, que aparece além do véu
E o templo está deserto; sua pregação cessou
É noticia em toda parte: Jesus Cristo já voltou!

Os remidos vão subindo: É a festa celestial
Todo o Céu está se abrindo, num Bem-vindo! Sem igual
Qual o som de muitas águas, nós ouvimos entoar
Aleluias ao Cordeiro! Vamos indo para o Lar!

16. Firme Nas Promessas (Número 107)

Firme nas promessas do meu Salvador,
Cantarei louvores ao meu Criador;
Fico na dispensação do Seu amor,
Firme nas promessas de Jesus.

Firme, firme,
Firme nas promessas de Jesus, o Cristo;
Firme, firme,
Sim, firme nas promessas de Jesus.

Firme nas promessas, hei de não falhar,
Quando as tempestades, vêm me assolar;
Pelo verbo vivo, hei de batalhar.
Firme nas promessas de Jesus.

Veja Também!  As 10 Músicas mais Tocadas de Laura Souguellis

Firme nas promessas, sempre vejo assim,
Purificação no sangue, para mim;
Plena liberdade em Jesus sem fim.
Firme nas promessas de Jesus.

Firme nas promessas do Senhor Jesus,
Em amor ligado com a Sua cruz.
Cada dia mais alegro-me na luz.
Firme nas promessas de Jesus.

15. Chuva de Graça (Número 1)

Deus prometeu com certeza
Chuvas de graça mandar;
Ele nos dá fortaleza,
E ricas bênçãos sem par

Chuvas de graça,                                                                                                            Chuvas pedimos, Senhor;
Manda-nos chuvas constantes,
Chuvas do Consolador.

Cristo nos tem concedido
O santo Consolador,
De plena paz nos enchido,
Para o reinado do amor.

Dá-nos, Senhor, amplamente,
Teu grande gozo e poder;
Fonte de amor permanente,
Põe dentro de nosso ser.

Faze os teus servos piedosos,
Dá-lhes virtude e valor,
Dando os teus dons preciosos,
Do santo Preceptor.

14. Vem Cear (Número 301)

Cristo já nos preparou
Um manjar que nos comprou,
E, agora, nos convida a cear:
Com celestial maná
Que de graça Deus te dá,
Vem, faminto, tua alma saciar.

”Vem cear”, o Mestre chama -”vem cear”.
Mesmo hoje tu te podes saciar;
Poucos pães multiplicou,
Água em vinho transformou,
Vem, faminto, a Jesus, ”Vem cear”.

Eis discípulos a voltar,
Sem os peixes apanhar,
Mas Jesus os manda outra vez partir,
Ao tornar à praia, então,
Vêem no fogo peixe e pão,
E Jesus, que os convida à ceia vir.

Quem sedento se achar,
Venha a Cristo sem tardar,
Pois o vinho sem mistura Ele dá;
E também da vida, o pão,
Que nos traz consolação;
Eis que tudo preparado já está.

Breve Cristo vai descer,
E a Noiva receber
Seu lugar ao lado do Senhor Jesus;
Quem a fome suportou.
E a sede já passou,
Lá no céu irá cear em santa luz.

13. A Face Adorada de Jesus (Número 304)

Desprezando toda a dor eu vou a cantar,
E o Calvário, ao pecador, sempre apontar;
Flechas transpassaram-me, padeci gran dor;
Mas Jesus, minha luz, fez-me vencedor.

A face adorada de Jesus verei,
Com a grei amada, no céu estarei,
Na mansão dourada, hinos vou cantar
A Jesus, minha luz, que me quis salvar!

Pode a noite escura ser no servir Jesus,
Mas clamando, com poder, brilhará a luz;
Podem os laços de Satã, todos me cercar,
Mas Jesus, pela cruz, faz-me triunfar!

Quando estou a contemplar a montanha além,
Onde a luta a governar, ‘stá Jesus também,
Que estende a Sua mão sobre nós dali;
Sei assim, que por mim, Cristo vela aqui.

Se entre as ondas estou sem luz, quase a perecer,
Meu piloto é Jesus, pode me valer:
O meu barco guia bem pelo bravo mar,
Sim, Jesus me conduz, posso sossegar!

12. Vencendo Vem Jesus (Número 525)

Já refulge a glória eterna
De Jesus, o Rei dos reis!
Breve os reinos deste mundo
Seguirão as suas leis!
Os sinais da sua vinda
Mais se mostram cada vez
Vencendo vem Jesus!

Glória! Glória! Aleluia!
Glória! Glória! Aleluia!
Glória! Glória! Aleluia!
Vencendo vem Jesus!

O clarim que chama os crentes
A batalha já soou
Cristo, à frente do seu povo
Multidões já conquistou
O inimigo, em retirada
Seu furor já demonstrou
Vencendo vem Jesus!

Eis que em glória refulgente
Sobre as nuvens descerá
E as nações e os reis da terra
Com poder governará
Sim, em paz e santidade
Toda a terra regerá
Vencendo vem Jesus!

E por fim entronizado
As nações irá julgar
Todos, grandes e pequenos
O Juiz hão de encarar
E os remidos triunfantes
Lá no Céu irão cantar
Venceu o rei Jesus!

Vencendo!
Vencendo!
Venceu o rei Jesus!

11. Os Guerreiros Se Preparam (Número 212)

Os guerreiros se preparam para a grande luta
E Jesus, o Capitão, que avante os levará.
A mílicia dos remidos marcha impoluta;
Certa que vitória alcançará!

Eu quero estar com Cristo,
Onde a luta se travar,
No lance imprevisto
Na frente m’encontrar.
Até que O possa ver na glória,
Se alegrando da vitória,
Onde Deus vai me coroar!

Eis os batalhões de Cristo prosseguindo avante,
Não os vês com que valor combatem contra o mal?
Podes tu ficar dormindo, mesmo vacilante,
Quando atacam outros a Belial?

Veja Também!  Hinos da Harpa para cantar na Santa Ceia - Parte 4

Dá-te pressa, não vaciles, hoje Deus te chama
Para vires pelejar ao lado do Senhor;
Entra na batalha onde mais o fogo inflama,
E peleja contra o vil tentador!

A peleja é tremenda, torna-se renhida,
Mas são poucos os soldados para batalhar;
Ó vem libertar as pobres almas oprimidas
De quem furioso, as quer tragar!

10. Pelo Sangue (Número 192)

Pelo mundo brilha a luz,
Desde que morreu Jesus.
Pendurado lá na cruz do Calvário!
Os pecados carregou
E de culpa nos livrou,
Com o sangue que manou, no Calvário!

Pelo sangue, pelo sangue,
Somos redimidos, sim
Pelo sangue carmesim;
Pelo sangue, pelo sangue.
Pelo sangue de Jesus, no Calvário!

Antes, tinha mui temor,
Mas, agora, tenho amor,
Pois compreendo o valor do Calvário;
Eu vivi na perdição
Mas achei a salvação
Pela grande redenção: o Calvário!

És um grande pecador?
Eis aqui Teu Salvador!
Tema do bom pregador: o Calvário.
O Cordeiro divinal
Padeceu na cruz teu mal,
E oferece graça tal, no Calvário.

9. Alma Abatida (Número 193)

Se tu, minha alma, a Deus suplicas
E não recebes, confiando fica
Em Suas promessas, que são mui ricas
E infalíveis pra te valer

Por que te abates, ó minha alma?
E te comoves, perdendo a calma?
Não tenhas medo, em Deus espera
Porque bem cedo, Jesus virá

Ele intercede por ti, minh’alma
Espera nEle, com fé e calma
Jesus de todos teus males salva
E te abençoa, dos altos céus

Terás em breve, as dores findas
No dia alegre da Sua vinda
Se Cristo tarda, espera ainda
Mais um pouquinho, e O verás.

8. Sobre As Ondas Do Mar (Número 467)

Oh! Por que duvidar sobre as ondas do mar
Quando Cristo caminho abriu
Quando forçado és contra as ondas lutar
Seu amor a ti quer revelar

Solta o cabo da nau, toma os remos na mão
E navega com fé em Jesus
E então tu verás que bonança se faz
Pois com Ele seguro serás

Trevas vêm te assustar, tempestades no mar
Da montanha o Mestre te vê
E na tribulação, Ele vem socorrer
Sua mão bem te pode suster

Podes tu recordar maravilhas sem par
No deserto ao povo fartou
E o mesmo poder, Ele sempre terá
Pois não muda e não falhará

Quando pedes mais fé, ele ouve o crê
Mesmo sendo em tribulação
Quando a mão de poder o teu ego tirar
Sobre as ondas poderás andar.

7. Mais Grato a Ti (Número 370)

Ó meu Senhor, dá-me mais gratidão
Por tudo que Tu fizeste por mim
Por Tua graça no meu coração
Que me encheu de ventura sem fim!

Mais grato a Ti , mais grato a Ti
Mais consagrado, ó faz-me, Senhor!
Mais humilhado e cheio de amor
Faz-me mais grato a Ti, mais grato a Ti!

De graça deste ao meu coração
A santidade, a paz e a fé
Gozo celeste e consolação
E liberdade de estar aos Teus pés

Ó meu Senhor, Tu fizeste por mim
O que ninguém poderia fazer
Na cruz pregado verteste, assim
Sangue, no qual sempre posso vencer!

6. Mais Perto Quero Estar (Número 187)

Mais perto quero estar
Meu Deus, de ti
Ainda que seja a dor
Que me una a ti,
Sempre hei de suplicar
Mais perto quero estar
Mais perto quero estar
Meu Deus, de ti!

Andando triste
Aqui na solidão
Paz e descanso a mim
Teus braços dão
Nas trevas vou sonhar
Mais perto quero estar
Mais perto quero estar
Meu Deus, de ti

Minh’alma cantará a ti, Senhor!
E em Betel alçará
Padrão de amor
Eu sempre hei de rogar
Mais perto quero estar
Mais perto quero estar
Meu Deus, de ti!

E quando Cristo, enfim
Me vier chamar
Nos céus, com serafins
Irei morar
Então me alegrarei
Perto de ti, meu Rei
Perto de ti, meu Rei
Meu Deus, de ti!

5. Alvo Mais que a Neve (Número 39)

Bendito seja o Cordeiro
Que na cruz por nós padeceu
Bendito seja o Seu sangue
Que por nós ali Ele verteu

Eis nesse sangue lavados
Com roupas que tão alvas são
Os pecadores remidos
Que perante seu Deus já estão

Veja Também!  As 10 Músicas mais Tocadas de Fernanda Brum

Alvo mais que a neve
Alvo mais que a neve                                                                                                  Se nesse sangue lavado
Mais alvo que a neve serei

Quão espinhosa a coroa
Que Jesus por nós suportou
Oh! Quão profundas as chagas
Que nos provam o quanto Ele amou

Eis nessas chagas pureza
Para o maior pecador
Pois que mais alvo que a neve
O Teu sangue nos torna, Senhor

Se nós a Ti confessarmos
E seguirmos na Tua luz
Tu não somente perdoas
Purificas também, ó Jesus

Sim e de todo pecado
Que maravilha de amor
Pois que mais alvo que a neve
O Teu sangue nos torna, Senhor

4. A Mensagem da Cruz (Número 291)

Rude cruz se erigiu
Dela o dia fugiu
Como emblema de vergonha e dor
Mas contemplo essa cruz
Porque nela Jesus
Deu a vida por mim, pecador

Sim, eu amo a mensagem da cruz
‘Té morrer eu a vou proclamar
Levarei eu também minha cruz
‘Té por uma coroa trocar

Desde a glória dos céus
O Cordeiro de Deus
Ao calvário humilhante baixou
Essa cruz tem pra mim
Atrativos sem fim
Porque nela Jesus me salvou

Nessa cruz padeceu
E por mim já morreu
Meu Jesus, para dar-me perdão
E eu me alegro na cruz
Dela vem graça e luz
Para minha santificação

Eu aqui com Jesus
A vergonha da cruz
Quero sempre levar e sofrer
Cristo vem me buscar
E com Ele, no lar
Uma parte da glória hei de ter

3. Em Fervente Oração (Número 577)

Em fervente oração, vem o teu coração
Na presença de Deus derramar!
Mas só podes fruir o que estás a pedir
Quando tudo deixares no altar!

Quando tudo perante o Senhor estiver
E todo o teu ser Ele controlar
Só, então, há de ver que o Senhor tem poder
Quando tudo deixares no altar!

Maravilhas de amor te fará o Senhor
Atendendo à oração que aceitar
Seu imenso poder, te virá socorrer
Quando tudo deixares no altar!

Quando tudo perante o Senhor estiver
E todo o teu ser Ele controlar
Só, então, hás de ver que o Senhor tem poder
Quando tudo deixares no altar!

Se orares, porém, sem o teu coração
Ter a paz que o Senhor pode dar
Foi por Deus não Sentir que tua alma se abriu
Tudo, tudo, deixando no altar

Quando tudo perante o Senhor estiver
E todo o teu ser Ele controlar
Só, então, há de ver que o Senhor tem poder
Quando tudo deixares no altar!

2. Grandioso És Tú (Número 526)

Senhor, meu Deus, quando eu, maravilhado
Contemplo a tua imensa criação
A terra e o mar e o céu todo estrelado
Me vêm falar da tua perfeição

Então minh’alma canta a ti, Senhor
Grandioso és Tu! Grandioso és Tu!
Então minh’alma canta a ti, Senhor
Grandioso és Tu! Grandioso és Tu!

Quando as estrelas, tão de mim distantes
Vejo a brilhar com vívido esplendor
Relembro, oh! Deus, as glórias cintilantes
Que meu Jesus deixou, por meu amor!

Olho as florestas murmurando ao vento
E, e ao ver que Tu plantaste cada pé
Recordo a cruz, o lenho tão cruento
E no teu Filho afirmo a minha fé

E quando penso que Tu não poupaste
Teu filho amado por amor de mim
Meu coração, que nele Tu ganhaste
Transborda, oh! Pai, de amor que não tem fim!

E quando Cristo, o amado meu voltando
Vier dos céus o povo seu buscar
No lar eterno,quero jubilando
A tua santa face contemplar

1. Porque Ele Vive (Número 545)


Deus enviou seu Filho amado
Pra me salvar, e perdoar
Na cruz morreu por meu pecado
Mas ressurgiu e vivo com o Pai está

Porque Ele vive, posso crer no amanhã
Porque Ele vive, temor não há
Mas eu bem sei, eu sei, que a minha vida
Está nas mãos de meu Jesus, que vivo está

E quando, enfim, chegar a hora
Em que a morte enfrentarei
Sem medo, então, terei vitória
Verei na Glória, o meu Jesus que vivo está

Conhece todos os hinos da lista? Deixe seu comentário!

Via Letras

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here